Seja Bem Vinda!!

quarta-feira, 9 de março de 2011

EsPoSa De MEnTiRiNhA


Ontem fui ao cinema e ri o filme inteiro, Adorei...muito bom!!
Vou falar um pouco sobre o filme
Adam interpreta o cirurgião plástico Danny que, depois de uma grande decepção amorosa, finge ser um homem em um casamento infeliz para conseguir casos sexuais efêmeros. Katherine, a assistente de Danny interpretada por Aniston, observa a postura de seu chefe.

Como acontece em muitas comédias românticas, um dia "a garota ideal" cruza o caminho do cafajeste e o faz a mudar de atitude. Danny conhece a bela Palmer e decide que por ela vale a pena contar a verdade, mas a jovem encontra a aliança falsa usada por ele. Dessa forma, Danny é obrigado a sustentar a mentira e convoca Katherine para o acompanhar na farsa, fazendo-se passar pela odiável esposa dele.

Mais confusões se desencadeiam e Danny acaba em uma viagem familiar no Havaí ao lado da nova namorada, da falsa esposa, com falsos filhos e ainda com um inconveniente primo para finalizar o time. É nesse cenário paradisíaco que Danny e Katherine perceberão que sua relação é mais especial do que meramente de patrão e empregada.


Vale a pena assistir!!

terça-feira, 8 de março de 2011

O Elefante


Você já observou o elefante no circo? Durante o espetáculo, o enorme animal faz incriveis demonstrações de força. Mas, antes de entrar em cena, permance preso, quieto, contido somente por uma corrente que aprisiona uma de suas patas a uma pequena estaca cravada no solo.

A estaca é só um pequeno pedaço de madeira. E, ainda que a corrente fosse grossa, parece óbvio que ele poderia, com facilidade, arrancá-la do solo e fugir. Mas, por que ele não foge?

A resposta e simples: o elefante não escapa porque foi preso a estaca ainda muito pequeno. Naquela época, a estaca era muito pesada para ele. Depois de muito tentar, o animal, já crescido, aceitou o seu destino: ficar amarrado na estaca, eternamente, esperando a hora do espetáculo. O elefante enorme não se solta porque acredita que não pode.

O mesmo acontece com muitas pessoas. Depois de ouvirem alguns "não" ou simplesmente porque algo deu errado, passam a acreditar que "não podem". Ficam presas as estacas do fracasso e de uma vida limitada, e como o elefante de circo, já não percebem que possuem dentro de si força para quebrar qualquer estaca que amarra suas vidas.

Vale a pena refletir! :D

segunda-feira, 7 de março de 2011

Desvendando os segredos da linguagem corporal



Um gesto vale mais do que mil palavras. Provavelmente você já ouviu esta frase, mas talvez não tenha se dado conta do quanto ela é verdadeira. Em "Desvendando os Segredos da Linguagem Corporal", Allan e Barbara Pease esclarecem que 93% da comunicação humana é feita através de expressões faciais e movimentos do corpo.

Quando aprendemos a prestar atenção em nossa linguagem corporal e a interpretar corretamente a dos outros, passamos a ter maior controle sobre as situações, pois podemos identificar sinais de abertura, de tédio, de atração ou de rivalidade e agir de forma adequada aos nossos objetivos.
Com bom-humor e uma sólida base científica, os autores explicam o significado de gestos que usamos no dia-a-dia, como cruzar os braços, coçar o nariz e balançar a cabeça, evitando os habituais mal-entendidos causados pela contradição entre o que dizem nossas palavras e nosso corpo.



Ainda não terminei de ler, mas estou aproveitando cada página do livro!!


Duvidas ou curiosidades me mandem mensagem aqui ou no face!!!

Nem tudo é o que se ouve!!

Porque os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor


Neste livro você vai conhecer os importantes avanços da ciência da evolução humana e como suas descobertas se aplicam ao relacionamento entre homens e mulheres.

Serão apresentadas algumas conclusões perturbadoras e controvérsias vão surgir, mas vamos nos reconhecer, entender melhor muitas coisas e, certamente, aprender a conviver melhor.

Você vai saber entre outras coisas:
Por que as mulheres se desesperam com o silêncio dos homens; por que os homens não devem mentir para as mulheres.
Por que as mulheres são mais fiéis do que os homens.
Por que os homens monopolizam o controle remoto.
Por que as mulheres têm dificuldade de estacionar junto à calçada.
Por que os homens detestam crítica.
E por que quando estressados os homens se calam e as mulheres falam tanto.

Leia, vai facilitar muito sua convivência com as pessoas do sexo oposto!!

Duvidas ou curiosidades me mandem mensagem aqui ou no face!!

Os homens não entendem indiretas!!!kkk

Tratamento de choque



O competente Dave Buznik (Adam Sandler) é um típico representante de pessoas " normais". Mas não terá uma vida normal, no instante em que entrar em um avião, em viagem de negócios. Veja se ele precisa ou não realizar um tratamento para pessoas nervosas... E descubra se você também precisa de um tempo com um psiquiatra, ou meditação,relaxamento, ou apenas um tempo consigo mesmo...
Esse filme é muito agradável, com o destaque óbvio de Jack Nicholson, que cumpre a finalidade do filme de divertir e fazer pensar um pouco sobre neurose ou estar beira de um ataque de nervos.

No começo eu fiquei pensando pq tudo isso está acontecendo e ninguém quer ouvir o que o cara(Adam Sandler) tem a dizer, agem como se o que ele diz entrasse por um ouvido e saisse pelo outro.
Gente, quase que eu fiquei com um ataque de nervos assistindo esse filme, se eu fosse o cara já teria me "matado"!!rsrs
Esse é um filme que eu indico, ele é muito bom, principalmente no fim por ficar sabendo o sentido de tudo!!

Click


O filme apresenta uma séria reflexão sobre a correria do mundo atual. Michael Newman (Adam Sandler) é um arquiteto que mora com sua esposa Donna Newman (Kate Beckinsale) e tem seus filhos Ben e Samantha. Ele trabalha muito e sempre chega exausto e cansado. Um dia ele queria ligar sua televisão, mas acaba pegando o controle errado e ativando aparelhos como ventilador e a porta de sua garagem automática. Ele fica furioso e seus filhos sugerem que ele compre um controle remoto universal, igual ao seus vizinhos, no qual poderá controlar tudo com um só objeto.
Então ele vai em uma loja e encontra um inventor chamado Morty (Christopher Walken), que o mostra um controle e diz que tem uma tecnologia ultra-avançada e ainda nem está nas lojas, e o oferece de graça. Michael aceita a oferta e leva o controle. Mas chegando em casa percebe que o objeto tem o poder de controlar sua vida, e descobre que pode avançar e voltar no tempo, modificar o som e cor de tudo a sua volta e outras coisas.

Percebi que muitas vezes queremos ter um controle remoto que seja capaz de avançar aqueles momentos que consideramos chatos para depois ir relaxar, tarefas do dia a dia que se tornaram rotina, etc… Mas isso traz sérias consequencias… não vou falar aqui quais são, senão vou estragar o filme, mas a lição no final é linda.Ele me fez pensar bastante se estou dando a devida atenção às pessoas que amo e que merecem a minha atenção, ou se estou apenas no piloto automático, trabalhando, cumprindo obrigações e deixando o resto de lado.

Pra quem não viu, acho que vale a pena perder cerca de 1:30h, mesmo que seja pra discordar da minha opinião!!!

Coloque a pipoca para estourar!!! ;)

Tadinho!!

Os 100 segredos das pessoas felizes



Este é um livro em que li algum tempo atráz quando não entendia por que algumas pessoas estão sempre de bem com a vida mesmo não tendo tudo que querem enquanto outras estam tristes e ficam cada vez pior...

USE UMA ESTRATÉGIA PARA ALCANÇAR A FELICIDADE.
Costumamos achar que as pessoas felizes e infelizes já nascem feitas. Mas não é assim. Tanto as pessoas felizes quanto as infelizes fazem coisas que criam e reforçam seus estados de espírito. As pessoas felizes permitem-se ser felizes. As pessoas infelizes continuam a fazer coisas que as aborrecem, prejudicam, contribuem para sua infelicidade.

Qual é a primeira condição para que um negócio dê certo? Um plano de negócios bem feito. Este é o argumento defendido pelos técnicos do Centro de Administração Estratégica, uma firma de consultoria empresarial. Eles acreditam que cada negócio precisa definir seu objetivo e em seguida criar uma estratégia para alcançá-Io.

O mesmo acontece com as pessoas. Defina o que você quer e então use uma estratégia para consegui-Io.

Por incrível que pareça, as crianças são melhores nisso do que os adultos. As crianças pequenas sabem muito bem qual é o momento e o modo de fazer pirraça para conseguir um sorvete. E sabem qual é o nível de gritaria que provocará uma reprimenda dos pais. As crianças compreendem que há regras e padrões previsíveis na vida e usam uma estratégia para conseguir o que querem.

Viver uma vida feliz na idade adulta é como tentar conseguir aquele sorvete equando criança. Você precisa saber o que quer e usar a melhor estratégia para consegui-lo. São pequenas coisas e pequenas atitudes, que, somando-se, vão construindo a felicidade. Uma certa feita na universidade, fazia muito calor durante uma aula e o professor não tomava qualquer iniciativa para ligar o aparelho de ar condicionado. Os alunos começaram a resmungar, murmurando coisas do tipo "que calor infernal", "que sujeito sovina". De repente, uma das alunas, com um sorriso amável, disse em voz alta: "Por favor, o senhor poderia ligar o ar condicionado?" Ato contínuo, o professor se levantou e acionou o aparelho. Houve protestos: "Ela é a queridinha dele." O mestre olhou para a turma e afirmou serenamente: "Não, ela foi a única que pediu." Situações como essa se multiplicam pela vida afora. Pense nas coisas que você realmente deseja e na melhor forma de consegui-las. Descubra as que lhe causam tristeza e procure conscientemente a melhor maneira de evitá-Ias.

As pessoas felizes não têm um sucesso após o outro, e as pessoas infelizes, um fracasso após o outro. As pesquisas mostram que as experiências de vida das pessoas felizes e infelizes tendem a ser muito semelhantes. A diferença é que a pessoa infeliz (não estamos falando de grandes desgraças) passa boa parte do tempo pensando no que lhe acontece de negativo, ou mesmo nos aspectos negativos de acontecimentos positivos, enquanto que as pessoas felizes tendem a valorizar tudo o que lhes acontece de positivo ou a extrair o aspecto positivo de todas as suas experiências.

USUFRUA DAS COISAS COMUNS.
Durante o dia fazemos inúmeras coisas que podem ser realizadas de forma automática e rotuladas de "tarefas", mas que podem também ser vividas como diversões prazerosas. Levar o cachorro para passear é algo que precisa ser feito, sem dúvida, mas enquanto caminha com o cachorro você está fazendo exercício, tem tempo para pensar e uma oportunidade de ver a paisagem e a vizinhança. Usufrua aquilo que você faz todos os dias.

Sabemos que a maior parte dos dias será comum. Teremos na vida alguns dias e momentos especiais que permanecerão conosco para sempre, mas a quase totalidade dos dias deste ano que você está vivendo provavelmente não terá nada de especialmente marcante.

Ainda assim, nesses dias comuns sempre há muitas coisas que podem nos dar prazer e alegria. Vamos pensar um pouco nelas: ao acordar, tome consciência do aconchego da cama onde você descansou e usufrua a maciez dos lençóis. Veja a água descer do chuveiro como um milagre diário e sinta-a escorrer por seu corpo, limpando-o, refrescando-o. Aspire o perfume do café fresco que invade a casa, mastigue vagarosamente o pão quentinho, sentindo seu sabor. Não deixe essas preciosidades passarem despercebidas. Olhe o azul do céu ou alegre-se com a chuva, pensando nas plantas que ela nutre. Desenvolva em você essa capacidade de atenção para os pequenos e grandes privilégios que se oferecem a cada momento. É só uma questão de mudar a ótica, de deixar de considerar naturais as belezas e os confortos que nos cercam. Se tiver filhos pequenos, chame a atenção deles para isso, eduque seus sentidos e sua sensibilidade para usufruir os dons que o mundo nos oferece cotidianamente.

Em um estudo realizado com mais de treze mil pessoas, noventa e seis por cento dos entrevistados classificaram sua satisfação com a vida como no máximo "razoavelmente positiva". A vida satisfeita não é feita de grandes momentos, mas de um cotidiano agradável e positivo.
DAVID NIVEN. PHD.

Siga-me por email