Seja Bem Vinda!!

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Pai Rico Pai Pobre

Eu li este livro há pouco tempo e acho que todos deveriam conhece-lo pois a ideia do livro é desenvolver a inteligência financeira das pessoas. E como ela pode ser empregada para resolver diversos problemas do cotidiano. Para o autor Robert Kiyosaki, sem um treinamento financeiro, nossa vida se torna um ciclo de ações padronizadas. Trabalhar, poupar, fazer empréstimos e pagar impostos. Ora, mas existem outras formas de destinar esse dinheiro...

Vou colocar aqui uma parte pequena do inicio do livro que acho interessante:

A escola prepara as crianças para o mundo real? 


No atual sistema de ensino, as crianças são ensinadas a desenvolver suas habilidades acadêmicas e não suas habilidades financeiras. E muitas vezes este pensamento é refletido por gerações e os pais reforçam isto por diversas vezes durante a formação de seus filhos, onde por diversas vezes dizem “Não da para comprar isto”, enquanto a frase correta seria “O que posso fazer para comprar isto?” e o simples fato de mudar a expressão força as pessoas a pensarem em como farão para alcançar seus objetivos.

Os ricos não trabalham pelo dinheiro


A maioria das pessoas tem um preço. Este preço é guiado por duas emoções: medo e ambição, o medo de não ter dinheiro que as leva a trabalhar arduamente e, quando recebem o contracheque, a ambição ou o desejo as levam a pensar nas coisas que podem ser compradas. E isto joga as pessoas em um ciclo vicioso, onde os donos os fazem de burros, colocando uma cenoura na frente para fazê-los correr cada vez mais. Surge daí a necessidade da educação financeira.

Para que alfabetização financeira?


A inteligência resolve problemas e gera dinheiro. O dinheiro sem inteligência financeira é dinheiro que desaparece depressa.
                                                                                                                                Robert Kiyosaki advoga a busca pela independência financeira através de investimento, imóveis, ter seu próprio negócio e o uso de táticas financeiras de proteção do patrimônio. O elemento mais central reiterado por Kiyosaki é a defesa da tese de se possuir o sistema ou os meios de produção, ao invés de ser um empregado de alguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-me por email